Guarulhos Contemporânea

(1985 – Aos dias atuais)

A derrocada dos “Anos de Chumbo”, em 1985, abriu espaço para a retomada do processo democrático (Nova República). Guarulhos adentra a “Era da Globalização” e, com a inauguração do Aeroporto, seu nome passa a ser pronunciado nos aeroportos de todos os continentes. A reconfiguração urbana pede para que a cidade se reinvente econômica e culturalmente, do mesmo modo que seu Centro geográfico se torna palco da disputa dos modelos de desenvolvimento socioeconômico local, influenciado pelos vizinhos nacionais e estrangeiros. 

99. Centro de Guarulhos, 2019. Elton Soa
100. Aeroporto de Guarulhos, terceiro te

Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos (1985)

Localizado ao lado da Base Aérea de Cumbica, o aeroporto foi inaugurado no dia 20 de janeiro de 1985. Reuniu aviação civil e militar, sendo o maior aeroporto do Brasil e da América do Sul, e o segundo maior da América Latina especializado no transporte de passageiros e carga. No ano 2000, o nome foi alterado para Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro.   

Arquivo Histórico de Guarulhos (1986)

Toda variedade de documentos da história de Guarulhos, como fotos, mapas, livros-ata e recortes de jornais podem ser encontrados no Arquivo Histórico de Guarulhos. Fundado em 29 de setembro de 1986, por meio da Lei 1.131/1986, a Instituição conserva documentos recolhidos pela população, Prefeitura, Câmara de Vereadores e entidades da sociedade civil. 

101. Arquivo Histórico de Guarulhos, 201
102. Atual rua d. Pedro II, 2015. Carlet

Guarulhos... Não Lugares

A proliferação dos Não Lugares é um fenômeno mundial com múltiplas faces em Guarulhos. Para o antropólogo Marc Augé (1992), “O Não Lugar é diametralmente oposto ao lar, à residência, ao espaço personalizado. É representado pelos espaços públicos de rápida circulação, como aeroportos, rodoviárias, estações de metrô, e pelos meios de transporte – mas também pelas grandes cadeias de hotéis e supermercados".

Guarulhos "Just in Time"  

O sistema Just in Time, que trata da produção, carga e descarga de mercadorias na quantidade exata e no tempo certo, é pouco estudado em Guarulhos. O aprofundamento da integração dos modais de transporte aeroportuário, ferroviário e portuário está em fase conclusiva. Trechos das rodovias Rodoanel Norte e Jacu Pêssego estão interligados ao Aeroporto. O modelo agrega outras demandas, como transporte coletivo e centros de logística (recebimento e distribuição de mercadorias).        

103. Viaduto Cidade de Guarulhos, 2018 (
104. Centro de Guarulhos visto de cima,

Guarulhos... Cidade receptora 

Guarulhos está localizada no triângulo formado por São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Atravessada por rodovias Federais e Estaduais, tornou-se uma das cidades brasileiras com maior potencial para receber pessoas. O papel do espaço, no processo de desenvolvimento socioeconômico, é objeto de análise da Sociologia Urbana. Estudos sociológicos apontam as relações entre a forma espacial e os processos sociais.  

Primeiros hotéis da era contemporânea (1990) 

Há 19 hotéis em Guarulhos. Os mais antigos são o Hotel Mônaco e o Hotel Slaviero, inaugurados na transição dos anos 80 para os anos 90 no Centro da cidade. No início dos anos 90, foi inaugurado o Cesar Park Hotel (atual Pullman), localizado no sítio aeroportuário (Rodovia Hélio Smidt) e, em 1993, foi inaugurado o Hotel De Ville (atual Marriott), no Parque CECAP. 

105. Saguão Hotel Bristol, 2019. Acervo

Instituto Federal – Campus Guarulhos (1991)

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus Guarulhos foi inaugurado em 1991. Está instalado na Avenida Salgado Filho, no bairro Vila Rio, e oferece cursos técnicos variados. A unidade é composta por salas de aula teóricas, laboratórios de informática, redes, eletricidade, instalações elétricas, metrologia, materiais, energia, hidráulica/pneumática, eletrônica e oficina mecânica.

Marco Zero (1993)... O número 1 de Guarulhos 

A Praça Teresa Cristina foi instituída como Marco Zero de Guarulhos em 1993. O projeto de lei foi proposto pelo então vereador Jorge Singh e sancionado pelo ex-prefeito Vicentino Papotto. Em frente à praça, a Catedral exibe o número 1, simbolizando a primeira edificação da cidade e do Centro Histórico. O Marco Zero é referência para todas as medidas de distância e nível, segundo o art. 2 da própria Lei.

107. Local destinado ao Marco-Zero, inst
108. Pau-de-oleo, esquina da Timoteo Pen

Árvores tombadas... Pau-de-óleo (1998)  

Há oito árvores tombadas como patrimônios da cidade. A Paineira do Gopoúva (1989), o Pau-Amendoim (1991), a Paineira da Estrada da Parteira (1997), o Jacarandá-Mimoso (1998), o Jatobá da Vila Galvão (2000), a Seringueira do CECAP (2008) e o Pau-de-óleo (copaíba), sendo o último localizado na Avenida Timóteo Penteado. 

Serra da Cantareira, bem natural e cultural tombado (2000)

A porção da Serra da Cantareira que está localizada no território guarulhense é tombada pelo Decreto Municipal 21.143/2000. Cerca de 30% do território é coberto pelo bioma Mata Atlântica, representado pelas serras da Cantareira, Bananal e Itaberaba. O nome “Cantareira” deriva da palavra cântaro, tipo de jarro usado pelos tropeiros para armazenar água.

109. Serra da Cantareira, vista do Pico
110. Unifesp, Campus Guarulhos, 2020, Cl

UNIFESP... Primeira universidade pública de Guarulhos (2006)   

A Unifesp foi implantada em 2006 na Estrada do Caminho Velho, no bairro dos Pimentas, e é a primeira universidade pública instalada em Guarulhos. A unidade oferece, gratuitamente, cursos universitários de ciências humanas, como Letras, História e Filosofia. O ingresso é feito através de vestibular. 

Geoparque Ciclo do Ouro Guarulhos (2008)  

O Geoparque Ciclo do Ouro Guarulhos foi instituído no dia 15 de dezembro de 2008 (Decreto Municipal 25.974/2008). É composto por sítios arqueológicos e geossítios que fazem parte da história da mineração de ouro (1589-1820). No passado, havia 5 garimpos de ouro na cidade: Lavras Velhas do Geraldo (mais antigo do Brasil), Campos dos Ouros, Bananal, Bairro das Lavras e Moinho de Ferro.            

112. Lago do Franco e Pico do Itaberaba,
113. Foto-maquete do Viaduto Cidade de G

Viaduto Cidade de Guarulhos (2009)  

Em meio à conurbação da paisagem da Grande São Paulo, o “cartão postal” da cidade é um monumento da arquitetura moderna que foi inaugurado no dia 7 de julho de 2009. Sua construção, do tipo “Ponte Estaiada” ou “Atirantada”, é suspensa, sustentada por cabos de aço, contendo um ou mais mastros, de onde partem cabos de sustentação para os tabuleiros do viaduto. 

Rota Bandeirante Fernão Dias (2015)... Alça Itaberaba

Lançada em 2018 e criada por turismólogos, historiadores, ambientalistas e geólogos, a Rota Fernão Dias é um circuito com dois roteiros feitos para pedestres. O programa teve apoio do Governo do Estado e das prefeituras das 13 cidades do Circuito Serras e Águas. A primeira alça, Itaberaba, inicia-se em Guarulhos e passa por Santa Isabel, Nazaré Paulista, Bom Jesus dos Perdões, Piracaia, Joanópolis e Vargem. A segunda, Cântaros, inicia-se em Mairiporã. 

114.1. Rota Bandeirante Fernão Dias, 201
115. Entrada principal da Base Aérea de

Centro Geográfico... Arquitetura Neocolonial e Moderna  

A partir de 1945, o Centro Geográfico de Guarulhos ganha importância histórica e arquitetônica com a implantação da Base Aérea - maior conjunto arquitetônico neocolonial - e, posteriormente, com a construção de grande conjunto arquitetônico modernista, composto pelo Parque CECAP, Aeroporto, Hospital Geral, Rodoviária, Estações de Trem, Escola Técnica Estadual (ETEC) e o Serviço Social do Comércio (SESC).

Trem de Guarulhos (2018)

Duas estações de trem foram inauguradas em Guarulhos no dia 31 de março de 2018. Uma delas é a Estação Aeroporto – Guarulhos, que fica na margem esquerda da Rodovia Hélio Smidt, com acesso ao Aeroporto, e a outra é a Estação Guarulhos – Cecap, com acesso ao Terminal Rodoviário de Guarulhos. As duas linhas atravessam a zona Leste de São Paulo, com destino final na Estação da Luz.  Elas pertencem à linha 13 – Jade da CPTM.       

116. Arquitetura modernista, 2018. Elton
117. Etec-Fatec Guarulhos, 2018. Clik Gu

Escola Técnica Estadual (2018) 

A inauguração da Escola Técnica Estadual - Guarulhos aconteceu no dia 4 de abril de 2018. Citada como a maior escola fora da capital e também a mais bonita, possui três andares, com cursos de logística, logística aeroportuária, gestão de produção industrial e comércio exterior. Os cursos oferecidos são alinhados aos três eixos da economia guarulhense: produção industrial, logística, comércio local e exterior.       

SESC Guarulhos (2019) 

Inaugurado no dia 11 de maio de 2019, o Serviço Social do Comércio de Guarulhos (SESC) está localizado no bairro da Vila Fátima e ocupa uma área de 34 mil m². A instituição promove eventos musicais, teatro, artes plásticas, fotografia, turismo local e debates. É um dos equipamentos que dignificam o nome da cidade.

118. Entrada do SESC Guarulhos, Maratona
119. Verticalização com adensamento, 201

Verticalização, adensamento e novas centralidades urbanas     

Implantados ao longo dos principais eixos de circulação viária, pelo menos 1.300 condomínios concentram pessoas, veículos, comerciantes e prestadores de serviços. Avenidas, ruas e praças se tornaram corredores comerciais. A verticalização – entre outros fatores – muda a paisagem, interferindo na circulação de ventos, contribuindo para o efeito “Ilhas de Calor”. 

Sede própria da Câmara de Vereadores (2020)  

A primeira sede da Câmara de Vereadores foi criada em 24 de março de 1880. Após 1941, a Câmara ganhou sede própria, instalando-se nas dependências da antiga fábrica Tapetes Lourdes, na Vila Augusta, no dia 17 de dezembro de 2020. Em curtíssimo espaço de tempo a cidade abrigará uma nova centralidade urbana, tendo em vista a presença da Câmara de Vereadores.

120. Primeira sede própria da Câmara de
whatsapp-image-2021-01-17-at-15.56.21-1-

Primeira mulher indígena vacinada contra a COVID 19 é de Guarulhos

No dia 17 de janeiro de 2021, a moradora da aldeia Multiétnica Filhos dessa Terra - Bairro Cabuçu, Vanuzia Costa Santos, foi a primeira mulher indígena do Brasil vacinada contra a COVID 19. Vanuzia, 50 anos, é técnica de enfermagem, Assistente Social e presidente do Conselho do Povo Kaimbé. Natural de Euclides da Cunha, na Bahia, reside em Guarulhos na Aldeia Multiétnica.